07 outubro 2007

Cavern Club: 50 anos de música

Não bastassem os 800 anos de Liverpool, 2007 ainda tem outro importante aniversário para celebrar: o meio século de existência do Cavern Club, onde os Beatles fizeram fama pela primeira vez.

Aberto em 1957 como uma casa de jazz, o subterrâneo pub ganhou os holofotes do mundo no início dos anos 60 às custas dos shows dos até então desconhecidos rapazes de Liverpool.

E não é para menos: ao todo, os Quarry Men (primeiro nome da banda de John e Paul) apresentaram-se 292 vezes no local, levando o público e os proprietários do clube ao delírio, seja por conta do som ou das cifras decorrentes do sucesso. Era o prenúncio do fenômeno musical que mais tarde se viria a chamar The Beatles.



Apesar da fama internacional, em 1973 o night club foi demolido. O desespero dos fãs foi tamanho que, pouco tempo depois, resolveram reconstruir o Cavern nos mesmos moldes e até com os mesmos tijolos que testemunharam as baladas do iê-iê-iê.



Hoje, o pub é considerado um reduto redivivo das raízes da revolução musical e comportamental desencadeada pelos Beatles. E, por incrível que pareça, consegue manter o mesmo espírito de décadas atrás, com shows gratuitos de bandas vindas de diversas partes do mundo especialmente para ter a honra de tocar ali, na meca do rock’n’roll.
Site oficial - http://www.cavernclub.org/



Para comemorar os 50 anos do Cavern Club, foi lançado um CD triplo com alguns dos nomes que fizeram diferença na história do rock. A coletânea terá como título The Cavern - The Most Famous Club In The World e contará com os seguintes artistas:

CD 1: The Beatles (Please Please Me), Chuck Berry (No Particular Place To Go), The Shadows (Apache), The Spencer Davis Group (Keep On Running), Johnny Kidd & The Pirates (Shakin’ All Over), Cilla Black (Anyone Who Had a Heart), The Hollies (I'm Alive), Gene Vincent (Be Bop a Lula), Lonnie Donegan (Cumberland Gap), The Fourmost (Hello Little Girl), The Searchers (Sweets For My Sweet), Manfred Mann (Do Wah Diddy Diddy), Chris Farlowe (Out Of Time), Wilson Pickett (In The Midnight Hour), Ben E. King (Stand By Me), Stevie Wonder (I Was Made To Love Her)

CD 2: Queen (Killer Queen), Paul McCartney (All Shook Up), The Kinks (You Really Got Me), The Big Three (Some Other Guy), The Animals (The House Of The Rising Sun), Hermans Hermits (I’m Into Something Good), The Moody Blues (Go Now), Gerry & The Pacemakers (Ferry Cross The Mersey), The Zombies (She’s Not There), The Swinging Blue Jeans (Hippy Hippy Shake), Little Eva (The Locomotion), Cliff Bennett & The Rebel Rousers (Got To Get You Into My Life), Billy J Kramer & The Dakotas (Little Children), The Merseybeats (I Think Of You), The Flowerpot Men (Let’s Go To San Francisco), Elton John (Border Song).

CD 3: The Rolling Stones (It’s All Over Now), The Who (My Generation), Oasis (Part Of The Queue), The Yardbirds (For Your Love), Donovan (Sunshine Superman), Wishbone Ash (Blowin’ Free), Georgie Fame (Yeh Yeh), Bo Diddley (Bo Diddley), Status Quo (Down Down), Tom Robinson (2-4-6-8 Motorway), Edwin Starr (War), Thin Lizzy (Whiskey In The Jar), Rod Stewart (Handbags and Gladrags), Embrace (All You Good Good People), Kt Tunstall (Black Horse & The Cherry Tree), Travis (Why Does It Always Rain On Me), The Coral (In The Morning), Arctic Monkeys (The View From The Afternoon).


Os espectáculos das comemorações são às centenas, e é claro que a malta do JAZZminde não podia deixar este acontecimento em vão. Não fomos convidados de honra mas enviamos uma delegação ao nº 10 de Mathew Street. Liverpool, para testemunhar o acontecimento.
Aqui ficam algumas fotos.


2 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Obrigada por este relembrar da minha adolescência!
Aliás os Beatles ainda hoje me acompanham...eles são eternos!
Abraço

pm disse...

Vale a pena comprar este CD triplo.
Eu ainda não tenho, mas parece que é muito interessante.
Uma boa prenda para o próximo Natal.