13 dezembro 2006

PSD contesta Orçamento 2007 da CMA

Apesar das suas (justificáveis) interrupções de mandato, a Sra. Ana Cláudia Cohen, ainda é dos poucos vereadores que vai dando um ar de sua graça, contestando a CMA e mostrando a sua indignação perante o que considera ser uma «gestão de navegação à vista».
Já o ano passado nos revelou um documento idêntico, e este ano, brinda-nos com uma análise do Orçamento para 2007.
Seria bom, que outros representantes do concelho, seguissem o exemplo e não pactuassem com a actual política de secretismo do executivo da CMA.
Publicado pelo Minderico.com, o documento justifica a posição da autora em Votar Contra a proposta de orçamento para 2007, e ainda reclama que o executivo da CMA não cumpriu o Estatuto do Direito de Oposição .

A Dra. Ana Cláudia Cohen refere que «a Câmara Municipal de Alcanena não conseguiu promover uma consolidação orçamental ao longo dos últimos anos», com relevância para o aumento constante e peso no orçamento das Despesas Correntes, que p/ 2007 se situa nos 49,77 %. Em contrapartida «o Investimento tem diminuído de 2003 para 2006».
Faz ainda uma análise, muito pertinente, sobre os diversos sectores e temas em foco no Concelho de Alcanena, recordando até uma série de medidas que propôs ao executivo e que este não aprovou.

Sem dúvida, um documento muito elucidativo e de leitura obrigatória.
Parabéns Dra. Cohen !!
Para ler o documento publicado no Minderico.com Click Aqui »»»

2 comentários:

do contra disse...

Com tanto vereador a comer do orçamento como é que as despesas correntes não hão-de aumentar. Subsídios, carros novos, telemóveis, secretárias... é sempre a somar.

Anónimo disse...

E a oposição ? Tão lá para fazer número e aguardar pela sua vez. Salva-se esta snra Claudia, porque no resto sãi iguais aos que estão no poleiro.