10 dezembro 2006

É Tudo Mentira !

Foi mentira o "Caso Calheiros" e as célebres viagens ao Brasil. São mentiras todas as escutas telefónicas e implicações de Pinto da Costa no célebre "Apito Dourado", e serão mentiras todas as revelações de Carolina Salgado no seu recente livro "Eu, Carolina".
A ex-companheira do "papa do norte" revela que em casa do líder do FC Porto eram visitas frequentes vários árbitros, que Lourenço Pinto avisou Pinto da Costa para fugir para Espanha aquando da despoletação do Apito Dourado, e que até em sua casa a derrota da selecção de Portugal contra a Grécia foi celebrada por PC com a abertura de uma garrafa de champanhe.
Confessa ainda que foi interveniente no processo em que Pinto da Costa mandou espancar o vereador Ricardo Bexiga, homem que despoletou o caso Apito Dourado. Vai mais longe, quando afirma que Lourenço Pinto ficou indignado por o homem ter ficado vivo.
Tudo isto é mentira !!

É certo que o passado de Carolina Salgado de 29 anos, seis dos quais ao lado do líder portista, não abona muito a seu favor, mas tal não impede que a mesma tenha de se calar. Mostrou dignidade e coragem ao publicar este livro, e a realidade é que PC continua caladinho, e até já perdeu o piu nas suas habituais ironias.
Neste caso não será necessário colocar detectives na peugada de todos os passos de juízes e acusadores do proc. Apito Dourado, como revelam as últimas notícias, visto que conhece bem a sua ex-companheira, mas convém arquitectar uma estratégia.

Verdade irá ser
que o processo irá ser arquivado (se chegar a haver processo) por falta de provas, e que Pinto da Costa foi injuriado e ainda será alvo de condecorações, continuando a ser figura de proa na ribalta do show business.
Carolina, essa será sempre uma mulher de má vida, caluniadora, que escreveu um livro para ganhar dinheiro e protagonismo, e ainda se arrisca a acabar na prisão ou espancada como foi o outro. Esta sim. Esta vai ser a grande verdade quando o processo já tiver feito correr rios de tinta e estiver gasto, velho e fora de moda.
É esta a triste realidade da nossa justiça, e do nosso país !

PS: Se você já pisou o risco nalguma pequena coisa (das insignificantes) não fique satisfeito a pensar que "esta justiça lenta e sem provas" também se aplica a si. Não, você é dos "pequenos" e esta (in) justiça só se aplica aos "grandes e poderosos".

2 comentários:

Anónimo disse...

Estou de acordo contigo Pedro, é tudo mentira! Todos sabemos, ou suspeitamos, o que se tem passado nos últimos 20 anos no futebol português. O problema é a prova porque, essa, como alguém disse um dia, é a "prostituta da justiça".
As recentes revelações da Carolina Salgado, embora o seu passado não abone muito em termos de credibilidade, não são surpresa para ninguém. O problema é, como provar. Será que Carolina tem elementos que suportem as suas acusações? É que, se as não tiver, arrisca-se, provavelmente, a alguns dissabores com a justiça.
De qualquer maneira, por aquilo que vi na imprensa, o livro parece ter relatos, para além de muito graves, também hilariantes.
Então não é que o Pinto, que sofre de flatulência, quando se descuidava em público, pedia, de imediato à Carolina, para acender um cigarro para que os nauseabundos gazes pudessem passar despercebidos?
Eu, que também gosto de dar o meu traquezito, já aprendi a técnica para passar despercebido.
Para ti, Carolina, a minha eterna gratidão!

pm disse...

Excelente prosa, caro Anónimo |