22 setembro 2006

Zona Industrial de Minde


"A Zona Industrial de Minde não passa de um quadro mal pintado" (PM)

O Tenório andou a averiguar as actas de Reunião do Executivo da CMA e, sobre a Zona Industrial de Minde, publicou, nos comentários, o seguinte :


«Relativamente à Zona de Industrial de Minde, outro desabafo, tendo por base palavras da nossa Câmara e o silêncio de alguns dos 'nossos' representantes:

“6.6 – Sobre as Zonas Industriais disse (…).Relativamente à ZONA INDUSTRIAL DE MINDE disse que estamos a aguardar o envio, pelo perito da lista oficial, dos relatórios das vistorias “ad perpetuam rei memoriam”. Teve também uma reunião com o empreiteiro adjudicatário, e em princípio, a obra começará em SETEMBRO próximo, iremos numa primeira fase efectuar QUINZE lotes.
A Vereadora, Senhora Ana Cláudia (…) Inácio Coelho, perguntou como se vai fazer em termos de financiamento para a obra.
O Excelentíssimo Senhor Vice-Presidente disse que vamos PROCURAR financiamento.
O Vereador, Senhor Rui Fernando Anastácio Henriques, perguntou se existem já parcerias constituídas.
O Excelentíssimo Senhor Vice-Presidente respondeu que NÃO.”
www.cm-alcanena.pt/cma/OrgaosMunicipais/executivo/actas/Acta240706.pdf

Estas afirmações extraordinários foram ditas na reunião do executivo da Câmara de Alcanena de 24 de Julho de 2006, pelo vice-presidente EDUARDO MARCELINO RAMALHO CAMACHO (vulgo vereador Marcelino).

E são extraordinárias porquê?
1 – 20 anos depois da pose administrativa dos 1ºs terrenos da ZIM, parece que as obras vão começar em Setembro de 2006. ‘Parece’, porque certezas não há, como se vê pelo texto da acta acima transcrita;
2 – Parece ter sido agora decidido que só se vai fazer uma 1ª fase com apenas 15 lotes. Porquê, não se sabe…
3 – O mais extraordinário: Em Julho de 2006, o vice-presidente afirma em acta que ainda VÃO procurar financiamento para as obras e que não existem quaisquer parcerias constituídas relativamente à ZIM!! Mas têm andado a fazer o quê estes anos todos?!
4 – Por último, registo que, num executivo com 3 vereadores oriundos da freguesia de Minde (João José Silva, Eng. Menezes e Artur Rodrigues), nenhum deles se tenha pronunciado acerca do assunto, nem sequer para reclamar do tão pouco empenhamento da Câmara na concretização deste problema que há anos se arrasta.
Nota: é triste, isto. Será que havendo aqui outros Mindericos, também brindavam a Câmara com o seu silêncio?

Que comentários é que haveremos de fazer a isto?
Que é incompetência?
Que é má vontade?
Que é falta de dinheiro?
Que é má-fé?
Que é a triste sina de nos terem calhado estes políticos e esta câmara, em vez de outros?

C/ cumprimentos,»
Tenório - 22/9/06

3 comentários:

Anti-insignificante disse...

Mal pintado ou não, seja quadro ou outra merda qualquer, esta zona industrial tem que avançar.

Aqueles que hoje em Minde se pronunciam contra ela, nunca antes o tinham feito.

Há quem não queira que ela seja feita, alegando que ficava melhor no Covão e Vale Alto, mas no fundo querem é que o dinheiro vá para outros projectos. Cínicos.

Claro que ficava, só que vão ter que passar mais 3 anos para que se consiga criar esta NOVA zona a norte do Concelho, a nível do PDM.

Os ICAS estão contra a zona industrial do Covao e Valalto.

Assim, do mal o menos. Esta (a nossa, em Minde) tem que avançar.

Contrariado o insignificante Azevedo vai ter que a começar a construir. Depois de começada alguém a irá acabar, já que ao que parece o insignificante Azevedo só vai fazer 15 lotitos.

A pressão tem sido tão grande que o insignificante vai ter que avançar com ela.

Um anti-ICA (anti-Insignificante dos coveiros de Alcanena)

Anónimo disse...

Os mindricos têm estado a dormir, e só quando acordarem é que vão dar conta do pesaselo em que estes icas enfiaram o concelho. A culpa tanto é deles como é nossa, que batemos palmas a tudo. Esperem sentados ....
Zé do Telhado

Maria Revoltada disse...

Ainda vai ter que bater mais no fundo.

E quando bater será altura de as pessoas saberem o porquê de determinados individuos de Minde terem ido nas listas do Azevedo.

Ainda é cedo para dizer.

Certos icas mindricos pensam que vão enganar o pessoal sempre. Mas não vão. Vão ser desmascarados.

Andam escondidos para tentar que não se fale mais neles.

Faz algum sentido os icas oporem-se á zona industrial do covão? Eles não vêem que opondo-se estão a ser maus mindricos?

Pensem só nisto - o que os levará a estarem contra?

E aqueles que foram manietados porque será?

Andavam por aí a escrever textos muito criticos e de repente calaram-se!!!!!

Terá a ver alguma coisa com ilegalidades construtivas?

E quem os manietou e simultaneamente protege ou promete ptoteger e resolver certos casos?

O Azevedo ainda írá ter muitas surpresas desagradáveis ao longo deste mandato.

Maria Revoltada