25 abril 2006

25 de Abril

Já lá vão 32 anos desde a Revolução dos Cravos (o tempo passa depressa). Foi uma época incrível. Os Capitães de Abril, comandados pelo n/ conhecido Salgueiro Maia (lembro-me do casamento dele em Minde) tinham feito algo de histórico e derrubado o regime. Era o fim da guerra colonial e do fascismo em Portugal. Desse tempo antigo, lembro-me do Marcelo Caetano (das conversas em família na TV) e do Almirante Américo Tomás que veio a Minde inaugurar o Museu Roque Gameiro.
Cantava-se o "Grândola Vila Morena" e o 25 de Abril trouxe uma nova esperança de progresso e liberdade. Foi o início de uma nova era e da democratização de um povo que até aí só conhecia a repressão, a censura e o medo de falar abertamente.
Seguiu-se a independência das provincias ultramarinas e a entrada na CEE. Com os anos aprendemos a viver em democracia, e os mais novos nem imaginam o que será ter de viver no medo e sem poder dizer o que lhes vai na alma.
Agora somos "livres" e a nossa liberdade só acaba onde começa a liberdade dos outros. Respeita para seres respeitado.
Mas devemos estar atentos. Há por aí muitos "líders" que não se importavam muito de voltar aos tempos da "outra senhora" onde imperava o autoritarismo, o absolutismo e os "favores do sistema".
A esses, eu digo não, e Viva a Democracia (sem truques).

1 comentário:

vmcs disse...

25 de Abril ... SEMPRE!

fascismos ... NUNCA MAIS!