14 abril 2006

Numa de Páscoa


Estar numa de Páscoa é fixe.
Fim-de-Semana grande. 5ª Feira de baldas. Visita à terra e à família. Umas amêndoas para a mãe e a sogra (para quem a tem), comer uns doces, receber as Boas Festas no Domingo, e está a Páscoa feita.
Mas com os espanhóis "a coisa" é muito mais levada a sério. Pelo menos uma semana de férias, e montes de festas e comemorações. Porquê ?
A Páscoa é uma festa cristã que celebra a ressurreição de Jesus Cristo. Depois de morrer na cruz, seu corpo foi colocado em um sepulcro, onde ali permaneceu, até sua ressurreição, quando seu espírito e seu corpo foram reunificados. É o dia santo mais importante da religião cristã.
Muitos costumes ligados ao período pascal originam-se dos festivais pagãos da primavera. Outros vêm da celebração do Pessach, ou Passover, a Páscoa judaica. É uma das mais importantes festas do calendário judaico, que é celebrada por 8 dias e comemora o êxodo dos israelitas do Egito durante o reinado do faraó Ramsés II, da escravidão para a liberdade. Um ritual de passagem, assim como a "passagem" de Cristo, da morte para a vida.

No português, como em muitas outras línguas, a palavra Páscoa origina-se do hebraico Pessach. Os espanhóis chamam a festa de Pascua, os italianos de Pasqua e os franceses de Pâques.
Boas Festas !

2 comentários:

vmcs disse...

As coisas que este PM sabe!

pm disse...

Um pouco de água benta e persunção nesta data, nunca fizeram mal a ninguém. Boa Páscoa.