12 junho 2006

A Desertificação e a Violência em Minde

Estou profundamente chocado e triste com o que se passou em Minde na 6ª Feira. O Zé Achega não merecia uma cena destas. Foi assaltado e espancado em pleno Centro de Minde.
Estou revoltado, cheio de raiva e... não tenho palavras para o que me vai na alma.

Transcrevo aqui um comentário de um anónimo, colocado no post anterior, e subscrevo todo o seu conteúdo.

APELO – ASSALTO NO ESTAMINÉ E O TRÂNSITO DE MINDE
Na 6.ª-feira de madrugada o Estaminé foi assaltado, tendo os assaltantes permanecido dentro do café durante mais de 2 horas, sequestrando o Zé Manel do Estaminé e outro Minderico, que foram severamente espancados.
Durante estas horas, apenas uma pessoa foi bater à porta do Estaminé. Não estava ninguém parado na praça do Estaminé, quer na rua, quer em carros ou, se estavam, não repararam em nada.
Antigamente, ou melhor, até há uns meses, principalmente ao fim-de-semana, havia montes de carros a passar no centro de Minde, à porta do Estaminé. Havia sempre gente na rua ou dentro de carros a conversar até altas horas, na praça do Estaminé. Havia sempre gente que ficava no Estaminé a beber copos até tarde. E haviam sempre pessoas, quando vinham de outro lado ou lá de cima, do “Kópios”, que iam bater à porta do Zé Manel, p’ra “abaladiça”.

Com o ordenamento que houve no trânsito, com a falta de estacionamento que há no centro de Minde e com os pinos que impedem a circulação de carros na rua do Estaminé para a praça, as pessoas simplesmente deixaram de lá parar os carros, perderam o hábito de passar no meio de Minde ao fim da noite e também deixaram de frequentar o Estaminé e as 2 praças do centro de Minde (praça velha e 14 de Agosto).

Os resultados estão à vista de todos.
Caberá na cabeça de alguém as voltas e quilómetros que é preciso percorrer em Minde para se ir a sítios pertíssimos uns dos outros? Por acaso, Minde é Lisboa? Havia graves problemas de trânsito em Minde, tirando algum engarrafamento ocasional na Rua do Estaminé ao Tony Anjos (que até já não eram como dantes, quando os Expressos lá paravam)?

Caros governantes, nomeadamente Luís Azevedo, João José Silva, Luís Pires, António Branco e António Fresco, entre outros, é tempo de emendar os erros que há no trânsito e abrir outra vez o centro de Minde à população. Não há ninguém que diga alguma coisa que abone a favor do modo como está o trânsito em Minde ou da falta de estacionamento (gritante) que há.
É tempo de mudar. Para que situações como a de 6ª feira não se repitam.

12/6/06 01:01

COMENTÁRIO DE P. MICAELO :
Alterem essa "porra" do trânsito. Está bem visível a "merda" que fizeram em Minde.
Já não é a 1ª vez que aqui faço esse apelo. Só pessoas inconscientes e sem qualquer sensibilade não se aprecebem que estão a liquidar o Centro de Minde.
Alguém pediu para fazerem a porcaria destas obras e oferecerem 400 mil contos de mão beijada para que Minde ficasse pior do o que estava ?
Chama-se a isto desgovernar, e os resultados estão bem há vista. Basta de incompetência. Demitam-se, porque estamos a ficar fartos de tanta mediocridade.

3 comentários:

Anónimo disse...

Esta questão do trânsito até podia ser referendada.

Penso que não deverá ser nacessário chegar a tanto, pois o bom-senso e razoabilidade de quem nos governa tratará de fazer as alterações necessários.

Caso assim não aconteça, um abaixo-assinado, subscrito necessariamente pelos habitantes e comerciantes da zona e, claro, pelos restantes interessados Mindericos, a dirigir à Junta e à Câmara, tratará de fazer com que quem de direito faça as alterações.

Subscrevo tudo quanto foi aqui dito acerca deste tema pelo anónimo e pelo Pedro Micaelo, mandando também um abraço de solidariedade ao Zé Manel.

vmcs disse...

De facto é revoltante tudo isto.

Estive no Estaminé até cerca da meia-noite e meia. Jamais imaginaria que uma coisa destas acontecesse.

Este anónimo tem toda a razão. E o Pedro Micaelo também. Mas é claro que este agrupamento ICA não se vai demitir. Temos que os aturar mais 3 anos.

Mas até lá, será que estas criaturas não terão um rebate de consciência e, ao menos, se disponibilizem para abordar estes assuntos de uma maneira séria, com as populações?

Vejam a atitude deles em relação aos 2 referendos propostos. O Povo anda a assinar listas (muita gente faz mesmo questão em assinar) e estas criaturas andam escondidas e nem um ai dão!!!

Enfim, a força do tacho comanda os destinos deste Concelho.

Se desaparecessem da nossa vista era um favor que faziam à população ... e a eles próprios.

Tenham vergonha! COVEIROS do Concelho!

Vítor

zclio disse...

Deviamos fazer um referendo por dia!
Será que esta gente não tem mais nada para fazer.